Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Seja Bem Vindo!

 

 

 

Presidente João Goulart (1961-1964).Presidente João Goulart (1961-1964).

 

 

Presidente Huberto de Alencar Castelo Branco (1964-1967).Presidente Huberto de Alencar Castelo Branco (1964-1967).

 

 

Governador João de Seixas DóriaGovernador João de Seixas Dória

 

 

Governador Sebastião Censo de CarvalhoGovernador Sebastião Censo de Carvalho

  

 

Antiga Caixa d'águaAntiga Caixa d'água

 

Antiga ponte da Lagoa SalgadaAntiga ponte da Lagoa Salgada

  

O Notável Pedro Xavier de Melo         

          Pedrinho Xavier, nome por que era mais conhecido na região, teve grande importância na política de Porto da Folha, principalmente porque deu sequência ao objetivo do pai “Ioiozinho Xavier”, que seria manter a família no nível alcançado por ele, preservando-a entre as mais benquistas da região. Na comunidade portofolhense, Pedro Xavier se tornou muito conhecido a partir de sua atuação, em 1930, como 1º suplente do delegado Manoel Caio Feitosa, sendo o Sr. Pedro Dantas o 2º suplente. Posteriormente, em 1931, Pedro Xavier foi nomeado interinamente Tabelião Público do termo de Porto da Folha (anexo à comarca de Gararu).
“Com referência a sua escolaridade, sabe-se pouco; no entanto, naquela época era costume das famílias mais abastadas matricular seus filhos em colégios fora de Porto da Folha. Evidentemente Pedro Xavier de Melo galgou deste privilégio com bom aproveitamento, tornando-se homem culto”.
          Nas eleições de 1962 testou nas urnas sua popularidade e foi eleito prefeito de Porto da Folha com maioria absoluta de votos, concluindo sua gestão em 1967 ao transferir o cargo para Aroaldo Santana sob aplausos da população. Na década de 60, Pedro Xavier era considerado líder político de grande aceitação.
          Em reconhecimento aos bons serviços prestados, seu nome foi dado a uma Praça de Porto da Folha e também a um trecho da rodovia SE200 entre Porto da Folha e Gararu. Para os habitantes da terra natal, Pedro Xavier de Melo é considerado um dos mais notáveis filhos desta terra. 

 

 

Por Joaquim Santana Neto (diversas pesquisas).

 

 

Pedro Xavier de MeloPedro Xavier de Melo

ADMINISTRAÇÃO

PEDRO XAVIER DE MELO

          Em 07 de outubro de 1962 o eleitorado portofolhense compareceu às urnas e elegeu Pedro Xavier de Melo prefeito, ao passo que Sergipe concedia a João de Seixas Dória o título de governador, notícia recebida com festa em Porto da Folha, sobretudo pela popularidade da família Dória no município.

          A Câmara de vereadores local se renovou com os seguintes membros: José Pereira Valença, João Batista da Silva, Antônio Pereira Feitosa, Manoel Alcino dos Santos, Raimundo José Cardoso e Francisco Alves Lima.

          Para a tristeza dos portofolhenses, a gestão do governador Seixas Dória durou apenas 01 ano e 02 meses, tendo o ilustre ribeirinho seus direitos políticos suspensos pela ditadura militar em 01/04/1964, sendo forçadamente substituído por Sebastião Celso de Carvalho (1964-1967).      

          A gestão Pedro Xavier de Melo, popularmente conhecido por Pedrinho Xavier, transcorreu com austeridade entre 1963 e 1967. Neste período foi construída e inaugurada a primeira ponte oficial da Lagoa Salgada, anulando o caos da travessia do riacho naquele trecho que era passagem obrigatória para quem vinha da Lagoa da Volta, Lagoa do Rancho, Monte Alegre, Nossa Senhora da Glória e outros núcleos; houve de fato grande mudança na sede assim que entrou em atividade a referida ponte. A inauguração da obra contou com a presença de grande número de pessoas, momento em que o povo entusiasmado comemorou o feito na presença de várias autoridades do Estado. A ponte possuía duas colunas de concreto e acabamento superior em madeira. Entre outras realizações de Pedro Xavier de Melo consta a construção da barragem de Lagoa do Rancho, Posto de Saúde do hospital de Porto da Folha, além de diversas reformas de ruas e estradas da localidade. Pedro Xavier de Melo foi um administrador que fez muitas reformas nas estradas que dão acesso à sede do município, portanto digno de ter seu nome fixado a uma Praça da cidade e ao trecho da rodovia SE200, entre Porto da Folha e Gararu.

          Presidente do Brasil na ocasião: João Goulart (1961-1964); Humberto de Alencar Castelo Branco (1964 a 1967).

          Pedro Xavier encerrou seu mandato em 1967 sob aplausos da população, momento que passou o cargo para o recém-eleito Aroaldo Alves de Santana. 

          Pedro Xavier de Melo nasceu em Porto da Folha dia 24/03/1909, filho de José Xavier de Melo e Maria dos Santos e Melo. Foi pecuarista, tabelião e político. Faleceu precocemente aos 69 anos de idade em 28/03/1978 deixando esposa, filhos e netos.