Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Seja Bem Vindo!

 

 

O Notável Antônio de Caio

Antônio Pereira Feitosa, natural de Porto da Folha, nascido aos 15 de maio de 1933, filho de Manoel Caio Feitosa e Maria Rosa Pereira Feitosa.

          Toínho de Caio, nome por que era conhecido na terra natal, na adolescência era visto como futuro líder político por conta de seu bom relacionamento com os conterrâneos. A popularidade  conquistada por Caio Feitosa possibilitou aos filhos João Milton Pereira Feitosa, Frei Angelino e Toínho uma atenção especial dos portofolhenses, pois, além de pertencerem á conceituada família, mantiveram por muito tempo o controle do Cartório de Registro Civil de Porto da Folha.

          Embora anteriormente tenha se dedicado à função de agropecuarista, a vocação principal de Antônio de Caio não deveria ser outra senão a de um autêntico líder político, tal confirmação se deu quando se apresentou como candidato a vereador na eleição de 1962, sendo eleito com boa margem de votos. Em 1967 contribuiu para a vitória de Aroaldo Santana garantindo a si a posição de vice-prefeito.

          Diante da crescente popularidade, lhe foi assegurada a posição de líder do contingente de vaqueiros da demarcação portofolhense. Assim, com o efetivo apoio do irmão Frei Angelino, organizou a primeira reunião dos vaqueiros locais formando ali uma diretoria composta de cinco membros, sendo ele o presidente. A partir desta reunião dos vaqueiros, nasceu em 1969 a mais famosa festa de Porto da Folha. Deve-se, portanto, a Antônio Pereira Feitosa, Antônio de Chico, Manoel de tia Chica, Juvêncio, Nilo dos Santos, Carritia, Joaquim Bento e outros honrados cidadãos o triunfo da festa.  O ponderado ambiente do gibão lhe foi propício para a formação de uma legião de amigos cada vez mais fiel e, enfim, lhe garantir a vitória para o cargo majoritário nas próximas eleições.

          Em 15 de novembro de 1970, Antônio Pereira Feitosa concorreu para prefeito e venceu o forte oponente José Alves Aragão. Nesta curta gestão, que começa em janeiro de 1971 e finda em janeiro de 1973, com Sr. Manoel de Souza Lima na posição de vice-prefeito, foram projetadas mudanças plausíveis para o comércio de Porto da Folha, mas não houve tempo para concluir neste curto mandato. Na eleição de 1976, Antônio Pereira Feitosa novamente conquistou o eleitorado local elegendo-se prefeito pela segunda vez. Tal elevação veio comprovar sua grande popularidade naquele momento, pois foi através dele que tivemos a participação de um bravo vaqueiro na administração de Porto da Folha. Digamos que o município viveu a era iluminada dos Feitosa, quando surgiu outro grande administrador, nada menos que Antônio Loureiro Feitosa, possivelmente da mesma família.

          E assim o destino quis, escolheu o dia 24 de maio de 1988 para retirar do seio portofolhense este notável cidadão, líder absoluto naquele momento esplêndido dos Feitosa, precocemente faleceu em Sergipe um líder portofolhense, faleceu Antônio Pereira Feitosa, deixando três filhas: Quitéria Regina, Rosa Adália e Maria Verônica, enviuvando Dona Marlene Monteiro Barbosa Feitosa. 

 

 ♥ ♥ ♥

 

Presidente Emílio Garrastazu Médice (1969-1974).Presidente Emílio Garrastazu Médice (1969-1974).

 

Governador Paulo Barreto de Menezes (1971-1975).Governador Paulo Barreto de Menezes (1971-1975). 

 

Governador Paulo Barreto de MenezesGovernador Paulo Barreto de Menezes

 

 

Manoel de Souza LimaManoel de Souza Lima

 

  

Vereador João TistinhaVereador João Tistinha

  

♥ ♥ ♥

 

Gov. José Rollemberg Leite (1975-1979)Gov. José Rollemberg Leite (1975-1979)

 

 

Gov. Augusto Franco (1979-1982)Gov. Augusto Franco (1979-1982)

 

 

Presidente Ernesto Geisel (1974-1979)Presidente Ernesto Geisel (1974-1979)

 

 

Presidente João Batista Figueiredo (1979-1985)Presidente João Batista Figueiredo (1979-1985)

 

  

Antônio Pereira FeitosaAntônio Pereira Feitosa 

ADMINISTRAÇÃO

ANTÔNIO PEREIRA FEITOSA

          Em 15/11/1970 ocorreram em Sergipe eleições diretas para senador, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores. Em Porto da Folha concorreram ao cargo de prefeito: Antônio Pereira Feitosa (Arena), José Alves Aragão (PSD), Ranulfo de Souza Rito (MDB-1) e Manoel de Souza Rito (MDB-2), cujo resultado confirmou a vitória de Antônio Pereira Feitosa.

          O legislativo local se renovou com os seguintes vereadores: Adilson Vieira de Aragão, Francisco Alves Lima, João Batista da Silva, José Alves Pereira, José Luís de Souza, José Pereira Valença e José Vieira da Silva. 

          De janeiro de 1971 a janeiro de 1973 a Prefeitura de Porto da Folha ficou a cargo do novo líde Antônio de Caio, tendo como vice o Sr. Manoel de Souza Lima. O período desta gestão coincide integralmente com a fase inicial de Paulo Barreto de Menezes (1971-1975) na governança de Sergipe. Nota-se que a durabilidade deste mandato de prefeito foi muito curta, cuja abreviação se deu pelo fato de ter entrado em vigor o efeito da Lei Federal 5782 de 06/06/1972 imposta pelo Presidente Emílio Garrastazu Médici (1969-1974), a qual veio modificar as normas que eram favoráveis ao bipartidarismo ocasional, antecipando as eleições municipais para o dia 15 de novembro deste mesmo ano de 1972 em todo o país.

          Nesta gestão, Porto da Folha contou com a manutenção e limpeza de ruas e praças da cidade e povoações. Apesar do encolhimento do mandato, a gestão foi considerada satisfatória pela comunidade.  

2ª ADMINISTRAÇÃO

ANTÔNIO PEREIRA FEITOSA  

          Nas eleições de 15/11/1976 a comunidade portofolhense elegeu pela segunda vez prefeito o Sr. Antônio Pereira Feitosa (Arena I), tendo como vice o Sr. Antônio de Loureiro Feitosa.

          Nesta ocasião garantiram vaga na Câmara Municipal os seguintes vereadores: Armando Teixeira de Souza, Fenelon Feitosa Rocha, João Aragão, José Tibúrcio da Silva, Juarez Loureiro Lima, Luiz Alves de Sá, Manoel Alves de Oliveira e Manoel de Souza Rito.

          Em Aracaju aconteceu na mesma data a nomeação de João Alves Filho para prefeito da capital. 

           A volta triunfal de Antônio de Caio à prefeitura de Porto da Folha veio comprovar sua  popularidade naquele momento, visto que se achava ainda jovem e disposto a gerenciar com dignidade o município. Não há dúvida de que Antônio Pereira Feitosa havia conquistado  a simpatia dos portofolhenses ao se destacar bravamente como um dos fundadores da Festa dos Vaqueiros, fato que, posteriormente, lhe garantiu posição privilegiada entre os líderes políticos do município. Presidentes do Brasil nestes idos: Ernesto Geisel (1974-1979) e João BAtista Figueiredo (1979-1985).

          Na fase inicial deste segundo mandato como prefeito de Porto da Folha, a governança de Sergipe se achava com o Sr José Rollemberg Leite, que transferiu o cargo em 1979  para o ilustre sergipano Augusto do Prado Franco. eleito no pleito de 1978.

          Dentre as conquistas de Antônio de Caio neste mandato, que se alonga de 1977 a 1982, consta a construção do novo Mercado Municipal (carne e farinha) instalado no espaço do antigo curral dos burros. Este acontecimento causou grande modificação no centro comercial de Porto da Folha,  Para o novo mercado foram transferidas as bancas de carnes bem como as dos comerciantes de farinha e grãos. Logo após o remanejamento aconteceu a demolição do antigo mercado da farinha, o qual cedeu espaço para outras bancas em dias de feira e estacionamento de automóveis em dias normais; o referido espaço ficou denominado Praça Manoel Caio Feitosa. No vão do antigo mercado da carne "Talho de Carne Verde" igualmente demolido neste período, abrindo-se uma travessa interligando a referida praça à Rua Nova, cuja interligação recebeu o nome do gestor municipal. Em 1982 também foi inaugurado o Fórum Judicial do município, denominado Fórum Cardeal Mindszenty.

          Antônio Pereira Feitosa, natural da terra, nasceu aos 15/05/1933, filho de Manoel Caio Feitosa e Rosa Pereira Feitosa. Atuou como pecuarista, vereador, vice-prefeito e prefeito eleito em duas ocasiões. Antônio Pereira Feitosa, considerado um dos grandes políticos de Porto da Folha, faleceu precocemente aos 55 anos de idade dia 24/05/1988.         

 por Joaquim Santana Neto