Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Seja Bem Vindo!

 Tenente-coronel FaustoTenente-coronel Fausto

Fausto Alves Feitosa

Tenente-coronel PMSE

 

          Fausto Alves Feitosa nasceu em Porto da Folha dia 01/09/1907, filho de Antônio Rodrigues Feitosa e dona Maria do Céo Feitosa (professora).

          Fausto A. Feitosa ingressou na PM/SE em 1926 no governo de Dr. Maurício Graccho Cardoso, e na corporação se destacou como músico. Por conta do seu elevado nível técnico-musical foi convidado a passar-se para o Exército Brasileiro, afim de ser Maestro da Banda de Música do 28º Batalhão de Caçadores, mas declinou do convite por não poder levar os irmãos para as fileiras do Exército. Além da brilhante atuação como músico na Banda da PM, também foi Delegado de Polícia nos municípios de Nossa Senhora do Socorro, Cedro de São João, Santo Amaro das Brotas e Neópolis.

          Na PM/SE, Fausto Alves Feitosa passou para a reserva remunerada em 1956 com a patente de Capitão, mas a seguir foi convidado pelo prefeito de Aracaju, Roosevelt Dantas Cardoso, a assumir cargo importante no Corpo de Bombeiros, sendo nomeado Comandante Geral da referida instituição entre junho de 1960 e maio de 1962, ocasião em que o Corpo de Bombeiros era subordinado a Prefeitura Municipal de Aracaju.

          Após estadia no Corpo de Bombeiros, o Capitão Fausto Feitosa, estando na reserva remunerada, foi promovido a Major em 1964 e a Tenente-Coronel em 1966. Faleceu aos 79 anos de idade, 04/01/1986, em Aracaju.

          Em homenagem aos relevantes serviços prestados a PM/SE, e ao Corpo de Bombeiros, seu nome foi dado a uma Rua no bairro São Conrado em Aracaju/SE.

          O Tenente-Coronel Fausto Alves Feitosa é considerado Notável cidadão portofolhense. 

 

 

 

 

Museu da PMSEMuseu da PMSE

  

Quartel Central PMSEQuartel Central PMSE

  

Corpo de Bombeiros - Aracaju/SECorpo de Bombeiros - Aracaju/SE

 

 Francisco Xavier de ArgoloFrancisco Xavier de Argolo

Francisco Xavier de Argolo

Coronel PMSE  

          Francisco Xavier de Argolo, natural de Porto da Folha, nasceu no dia 24/01/1928, filho de Luiz Francisco de Argolo e dona Maria Francisca de Argolo.

          Em 1946, aos 18 anos de idade, ingressou na PM/SE. Dois anos depois foi promovido a cabo, e em 1950 foi promovido a 3º sargento, iniciando a seguir, com 15 colegas, o curso preparatório, equivalente ao antigo curso ginasial, pré-requisito para o curso de formação de oficiais. Sua declaração de Aspirante a Oficial se deu em 1953, e em 1955 recebeu a promoção de 2º Tenente; um ano depois foi promovido a 1º Tenente. Em 1958 foi promovido a Capitão, em 1961 promovido a Major, e em 05/11/1962 promovido a Tenente-Coronel. Em 07/03/1969, aos 41 anos de idade, veio a alcançar com méritos a patente de Coronel.

          Durante sua estadia na Polícia Militar de Sergipe, o Coronel Argolo exerceu diversos cargos, entre os quais: Assistente Militar da Secretaria de Segurança Pública; Encarregado do Policiamento da Capital e do Interior;  Subcomandante e Chefe do Estado Maior da PM; instrutor de Cursos (CFO e CAO); Presidente da Caixa Beneficente da PM; Chefe do Gabinete Militar do Governo; Delegado Especial da Secretaria de Segurança Pública.

          O Coronel Francisco Xavier de Argolo passou para a reserva remunerada em 1979; viveu a maior parte de sua vida em Aracaju onde faleceu aos 82 anos de idade dia 02/08/2010 (falência múltipla de órgãos), sendo sepultado dia seguinte com honras militares.

          Em retribuição aos bons serviços prestados a Segurança Pública de Sergipe, o Coronel Argolo é considerado Notável cidadão portofolhense. 

Fonte: Fragmentos da História e Esboços biográficos, páginas 186 e 187” de Manoel Alves de Souza.